E-commerce cresce e é novo pólo gerador de empregos

e-commerceFoi-se o tempo em que, para adquirir um produto ou serviço era necessário sair de casa. Com a internet, o que demorava horas para ser feito, está ao alcanço de apenas um clique. O e-commerce revolucionou a forma de fazer compras e cada vez mais aponta como um mercado promissor para os negócios e para a geração de empregos. Quem afirma isso é Rodrigo Borer, diretor de operações de uma das maiores redes de comércio virtual a Buscapé.

“O futuro das relações comerciais vai estar fundamentalmente baseado em comércio eletrônico. Hoje em dia já é bastante significativo, mas a tendência é crescer ainda mais”, enfatiza.

O discurso otimista é comprovado por números. Uma recente pesquisa realizada pela E-Bit comprova que, em 2008, o e-commerce cresceu 30% em relação ao ano anterior, o que equivale a mais de 8 bilhões de reais. O que muita gente não sabe, mas deveria saber, é que embora as empresas sejam on-line, possuem muitos colaboradores por trás das máquinas. Na Buscapé, por exemplo, eles somam quase 400 pessoas. O que mostra que, ao invés de temer pelo desemprego, é interessante vislumbrar, no meio eletrônico, novas possibilidades de mercado de trabalho.

“A internet está criando uma nova área de ‘coisas’ que antes não existiam. Ao invés de simplesmente vender – como acontece nas lojas convencionais, as pessoas, por exemplo, estão tendo que se especializar em logística para fazer o produto chegar na casa do cliente; tendo que se especializar em dar ao usuário uma boa experiência de compra, e muita gente trabalha aqui para entender o cliente. A inteligência de mercado é algo muito importante pra nós. Por isso que alguns tipos de profissionais, em breve, serão mais valorizados, e outros menos”, destaca Borer.

Estrutura física

TendênciasEm empresas pela internet, pouca coisa muda em relação a uma empresa comum: elas possuem sede física e todos os setores necessários para prestar um bom atendimento. Na Catho Online o cenário não é diferente. A empresa conta com quase 700 funcionários e para 2009 a tendência é crescer ainda mais.

“Em quase dez anos, o número de funcionários da Catho cresceu 2600%. A gente está com mais ou menos 700 pessoas, fora os escritórios regionais do Brasil e a Catho Chile. Então, este ano não vai ser diferente dos outros. Vamos crescer mais”, afirma o diretor de marketing da Catho, Adriano Meirinho.

Portanto, se você é jovem ou gosta da área e ficou interessado com a notícia, o momento é ideal para arregaçar as mangas e tentar uma vaga da área da internet. Basta ficar atento ao perfil profissional que eles buscam:

“Para trabalhar com internet tem que ser elétrico, estar pilhado. Tem que ter vontade de fazer as coisas, porque este mercado é muito rápido. Se você demora um pouco mais pra fazer, seu concorrente já fez e você ficou pra trás. Na internet ninguém pode se dar a esse luxo”, comenta Borer.

“A internet é muito nova, e não poucos os livros que falam disso. Os que existem são antigos. No e-commerce, passado um ano, estes ensinamentos ficam descontinuados. Tem que obter bons ensinamentos, ler bastante, na internet! E, lógico, precisa saber o inglês, ficar atualizado e fazer cursos. Saber o básico não vai empregar ninguém. Não pode só depender do que aprendeu na faculdade”, completa Meirinho.

Fonte: Catho Notícias

Publicações relacionadas

Postado por Rodrigo Seco em 10/02/2009
Bookmark e Compartilhe

Deixe um comentário

Receba as publicações no seu e-mail

Eventos

  • Nenhum evento encontrado

Arquivo de publicações

Não há restrição quanto ao uso e reprodução dos artigos aqui publicados, desde que as fontes e seus respectivos autores sejam preservados. © 2017 Quintal Virtual